Discussão: magia do bem

Ricardo915610 mais de 9 anos

Eu tenho muito tempo que leio livros do Crowley,participo de listas,etc,mas ate hoje nao entrei para uma ordem thelemica pq fico sempre com medo de algo,que talvez vcs podem achar burrice ou falta de conhecimento,mas eu pergunto:

-a magia thelemica e voltada para o lado esquerdo da magia?tem algo a ver com o satanismo de alguma forma?se nao tem porque e anti-crista?eu sei sobre o concilio de nicea ou constantino que muita coisa foi manipulada,mas pq existe esta apologia anti-crista ou talvez esteja me expressando mau,mas o mais importante pra mim e saber ,entrando para uma ordem thelemica eu estou passando a adorar algo de certa forma negativo?

sds

ricardo

Dyulax mais de 9 anos

Eu tenho muito tempo que leio livros do Crowley,participo de listas,etc,/quote]

Desculpe, mas então você já deveria ter descoberto que no sistema thelêmico não existe "bem" ou "mal". Calor é bom pro café e ruim pro sorvete. Calor é bom ou mau? Tudo dependende do ponto de vista. O que é bom pra um pode não ser bom para o outro. Bem e mal são dois lados de uma mesma moeda.

-a magia thelemica e voltada para o lado esquerdo da magia?tem algo a ver com o satanismo de alguma forma?

Não. Para os thelemitas, magia negra é toda operação mágica cujo objetivo não esteja ligado à descoberta e realização de sua Verdadeira Vontade.

se nao tem porque e anti-crista?eu sei sobre o concilio de nicea ou constantino que muita coisa foi manipulada,mas pq existe esta apologia anti-crista ou talvez esteja me expressando mau,mas o mais importante pra mim e saber ,entrando para uma ordem thelemica eu estou passando a adorar algo de certa forma negativo?

Em Thelema você não "adora" nada. Citando Liber Oz (e Nietzche): "não existe deus senão o ser homem". De certa forma, o sistema se choca com o do cristianismo, judaísmo, islmamismo, e muitos outros, começando pelo fato de que não cremos num "Deus externo", em "pecado e danação", etc.

Mas fica uma citação: "medo é o prenúncio e o princípio do fracasso".

93

Anatta mais de 9 anos

93.

Na OTO nós usamos muito dois tempos: Cristão e Cristista. Visando diferenciar.

Cristão se refere ao Christus, ao SAG, a Tiphareth. Cristista, a doutrina Católica Apostólica Romana, e suas descendentes protestantes...

Thelema não é anti-cristã. Thelema vem destruir a filosofia cristista, promovendo o "apocalipse", dando entrada a nova Era, aos Aeon de Hórus.

A grande verdade é que Aleister Crowley gostava de escandalizar, e era um grande "brincalhão". Então ele se valia dos termos mais impressionantes possível para chamar a atenção dos desavisados.

Veja-se o episódio onde ele foi indiciado por ter assassinado mais de "300 crianças".

93's.

Ricardo915610 mais de 9 anos

Legal,na realidade muita coisa eu ja sabia,so queria confirmar,obrigado pelas respostas,isso me ajudara nas minhas decisoes.

sds

ric

Ricardo9156 mais de 9 anos

Eu nao entendo nos livros de thelema se fala muito em babalon,besta do apocalipse,Crowley se intutulava a besta do apocalipse,ele falava isto pra tipo uma brincadeira para assustar algo assim,brincar com o que as pessoas temem,mas nao e so crowley ,marcelo motta escreve de certa sobre o cristianismo dizendo da nao existencia de cristo,etc.

Existe aqui o livro O livro do anti cristo,babalom,porque esta insistencia em se falar de coisas da biblia,de anti cristo,etc,desculpe me ,mas me parece muito satanismo pq se fala coisas que so nos levam a pensar isso,e uma filosofia contra o cristianismo,pq isto?nao entendo porque teimam tanto em repetir isto?

sds

ric

Tibuda mais de 9 anos

Cara, Satanismo é muito mais recente que Thelema. O Livro da Lei foi ditado a Crowley em 1904, e a igreja de satã foi fundada por LaVey em 1966.

Thelema não é sobre ser anti-cristita, mas é sobre descobrir sua Verdadeira Vontade, conversar com o Sagrado Anjo Guardião, realizar a Grande Obra, etc.

As referências a ideias cristãs só ocorrem por que esta era (e ainda é) a religião dominante. Não sei direito, mas acho que Crowley se denominava "a grande besta" porque sua gematria somava 666, que além de ser o número da besta do apocalipse é também o número do Sol. Babalon é a grande mãe. Acho que Crowley poderia ter "importado" Isis da antiga religião egípcia, mas Isis é uma esposa exemplar, uma mulher submissa, enquanto Babalon é a grande prostituta e simboliza uma mulher independente e a meu ver as conquistas que anos depois o movimento feminista teve.

Para deixar claro a visão de Crowley sobre Cristo e outros líderes religiosos, leia o seguinte capítulo do Liber ABA:

http://hadnu.org/liber-aba/misticismo/introducao

Dyulax mais de 9 anos

Não sei direito, mas acho que Crowley se denominava "a grande besta" porque sua gematria somava 666, que além de ser o número da besta do apocalipse é também o número do Sol.

Ele ia mais além, realmente se identificava com a Besta que traria um fim ao Aeon de Osíris, isto é, que o Apocalipse fosse uma profecia da chegada do Aeon de Hórus.

Tibuda mais de 9 anos

Ele ia mais além, realmente se identificava com a Besta que traria um fim ao Aeon de Osíris, isto é, que o Apocalipse fosse uma profecia da chegada do Aeon de Hórus.

Tem toda razão, esqueci da transição dos Aeons! Obrigado pelo esclarecimento.

Ricardo9156 mais de 9 anos

Mas existe algum estudo do apocalipse biblico por algum thelemista,pq existem muitos termos relacionados.

sds

ric