Discussão: Um método de viagem pela visão do espírito com tattwas

Dyulax mais de 9 anos

Viagem pela Visão do Espírito - Tattwas

Importante: Antes de tentar este exercício leia as seguintes instruções duas ou três vezes para assegurar-se de tê-lo entendido bem.

  1. Encontre um lugar quieto onde você não será perturbado.

  2. Sente confortavelmente com a carta do tattwa posicionada a uma distância apropriada.

  3. Encare fixamente o símbolo do tattwa. Tente não piscar os olhos.

  4. Respire profunda e regularmente*.

  5. Permita que a imagem preencha a sua consciência. Imagine que você está submergindo na energia associada com o elemento. Sita as qualidades e sensações associadas ciom ele. Você poderia usar um manta para manter sua mente ocupada enquanto visualiza**.

  6. Continue assim até que você veja a cor astral***. Ela poderá "brilhar" levemente ao redor das bordas do símbolo. A experiência irá ensiná-lo quanto tempo é necessário fitar a imagem para isso.

  7. Ponha de lado a carta do tattwa e feche seus olhos****.

  8. Permita que a versão astral do símbolo do tattwa brilhe fortemente em sua visão mental.

  9. Imagine o símbolo brilhando em uma entrada, ou que ele é um portal através do qual você possa passar.

  10. Entre através do portal do símbolo.

  11. Ao passar através do portão observe a cena ao seu redor.

  12. Espere que a cena se construa diante de ti. Use todos os seus sentidos para captar as visões, sons, cheiros, sabores e sensações táteis do lugar.

  13. Você pode invocar um guia para ajudá-lo na exploração. Faça isto simplesmente exigindo que um guai apareça para assistí-lo. Alternativamente você poderia apelar ao seu Eu Superior para assistí-lo.

  14. O que você explora, e como você interage, é sua escolha*****.

  15. Quando você terminar a exploração, retorne ao portal, e volte através dele.

  16. Comece a dar de volta atenção ao mundo físico escutando quaisquer sons.

  17. Respire profundamente algumas vezes, e quando estiver pronto, abra os olhos.

  18. Registre todos os detalhes em um diário******. Isso é essencial para aprimorar suas habilidades, correção de problemas, e obtenção de algumas percepções sobre certos símbolos e eventos que ocorreram durante uma sessão.

  • Um método de respiração que você pode achar útil é a respiração conectada. Ela é usada nos trabalhos de respiração holotrópica e de renascimento.Respire profundamente, assim que seus pulmões estiverem cheios, expire. O ideal é que você respire pelo diafragma, empurrando o ar de seus pulmões pela contração dos músculos de seu estômago, e permita que o ar "caia" em seus pulmões ao invés de sugá-lo para dentro.

**Um mantra possível é o Tat Tvam Asi - "Tu és Aquilo" de Chandogya Upanishad 6.8.7 do Sama Veda.

*** Esta é a cor complementar, e aparecerá como uma imagem posteriores tão logo seus olhos estejam fechados. Veja na Wikipédia sobre cores complementares e Afterimage para mais detalhes.

**** Algumas pessoas sugerem que a cabeça seja inclinada para trás para melhorar o efeito. No entanto como você viajará no astral por um bom período de tempo, pode ser mais adequado se deitar.

***** Um ponto inicial sugerido para a exploração é evocar um guia e pedir para ser guiado a algum lugar, talvez encontrar alguém que possa ensiná-lo uma lição importante. Se fizer isso, você também poderá pedir à pessoa ou entidade uma lembrança que simbolize a lição.

****** Você também pode gravar sua sessão em um celular, mp3 player ou no computador falando alto e claro durante a sessão. Isso é mais útil quando você estiver familiar com este tipo de viagem astral e puder assumir a forma das entidades que encontrar e falar como elas.

Notas sobre a Viagem pela Visão do Espírito através de Tattwas

[*:y3sgxvul]A forma no astral é simbólica. A aparência de entidades ou objetos não é apenas interpretada literalmente, sendo aberto a qualquer método de análise simbólica. Podem haver muitas camadas de interpretação e significado. Podem haver interpretações culturais e arquetípicas, tanto quanto interpretações pessoais.

[/*:m:y3sgxvul]

[*:y3sgxvul]A "verdadeira" natureza de qualquer coisa no astral pode ser melhor sentida do que "vista". Uma aproximação intuitiva e a habilidade de "sentir" a energia associada com uma entidade ou objeto é necessária, e é através da prática que a habilidade é aprimorada.

[/*:m:y3sgxvul]

[*:y3sgxvul] Se nas sessões iniciais a cena não vier espontaneamente, use a imaginação construtiva e desenhe uma paisagem ou cena conforme você imaginar que pareça. Use todo o seu conhecimento sobre os elementos de tal forma que a cena esteja em harmonia com o elemento.

[/*:m:y3sgxvul]

[*:y3sgxvul] Também é possível que a visão através do espírito com tattwas seja uma meditação guiada. Alguma pessoa pode conduzir outra ou um grupo adaptando o exercício, e dando aos experimentadores tempo de sobra para explorar. Em uma situação condutor-viajante, o guia externo pode assistúi-lo sugerindo questões para se fazer, ou que certos objetos ou entidades sejam analisados em maior detalhe. Pode ser de grande benefício, já que inicialmente pode ser difícil pensar "lógicamente" enquanto está em um estado meditativo, e algumas vezes oportunidades de ouro para perguntar algo específico são perdidas. Um guia externo pode ver coisas de uma perspectiva mais lógica e racional, adicionando um nível ou dimensão extra à experiência.

[/*:m:y3sgxvul]

[:y3sgxvul] É possível usar símbolos mais complexos, tais como cartas de tarô, glifos, runas ou o alfabeto hebraico.[/:m:y3sgxvul]

Fonte: http://www.magicalpath.net/tattva/tattva-vision.html

Guthiere mais de 9 anos

Grande Alan,

Faze o que tu queres há de ser tudo da lei.

Como você já havia citado á um estudante em um outro tópico sobre "Viagem no tattwa Prithivi", acredito que você tenha respondido! Vou colocar mais uma pequena descrição;

tátuas

Akasa Espírito ovo negro

Vayu Ar disco azul celeste

Tejas Fogo triângulo equilátero vermelho

Apas Água crescente lunar prata

Prithivi Terra cubo amarelo

Para mais detalhes aos pesquisadores: http://www.astrumargentum.org/arquivos/ht/apendice_tatuas.htm

Amor é a lei, amor sob vontade.