Discussão: servidor: lesser magic, magia do caos

Desativado2585 quase 3 anos

tenho interesse em criação de servos astrais, porém tenho algumas dúvidas. Se alguém, que tiver experiência poder me ajudar por favor me diga(m) se é possível fazer algum servo que tenha uma consciência, com liberdade, que nem o humano.

Venus667 quase 3 anos

Caro Jacky, 93.

Acredito que a partir do momento que se tem liberdade, Vontade etc, não se é um servo. E acho muitíssimo improvável que seja possível algo de tamanha "grandiosidade". Imagina só criar mentalmente uma outra mente capaz de emancipar-se, uma vez que teria Liberdade. Acho bem improvável para nossa escala...

Servos astrais servem a um propósito imposto pelo praticante, são como uma "extensão" dos sentidos do mago, para ver, ouvir, acumular energias...

Inclusive também estou em processo de criação de um.

93,93/93!

Desativado2585 quase 3 anos

sim, é verdade, mas é que eu criei um servo astral com função e tudo direitinho, só que as vezes eu conversava com ele, como se nós tivéssemos amizade.
muito obrigado pela resposta.

Desativado2585 quase 3 anos

venus667, sei que tudo é possível comprovar na prática, mas não gosto de me arriscar.

F418 quase 3 anos

Versão longa:

Extrapolando num campo puramente teórico, dá pra fazer contando que se opere de um grau de consciência acima do que se pretende criar. Como justificativa cito a teoria cabalística da criação/evolução do universo/consciência:

No início só existia consciência rarefeita e espalhada (ain soph aur). Essa consciência começou a se concentrar em um único ponto, e esse ponto tornou-se autoconsciente (Kether - a qual se atribui Jechidah, a fagulha divina e está além de qualquer racionalização). Tendo despertado para a consciência no meio do nada, a única coisa factível era olhar para si mesmo para tentar se conhecer, e assim descobrir a tese do que ele é (Chockmah - A qual se atribui Chiah que é a Vontade e está em Atziluth, o plano arquetípico) e a sua antítese (Binah - à qual se atribui Neshama que é a intuição e está em Briah, o mundo criativo) formando a primeira tríade. A primeira tríade repete o processo e cria a segunda e terceira tríade (cujas esferas representam o Ruach que é o Ego/intelecto e estão em Yetzirah, o mundo da formação). A interseção disso tudo cria Malkut, que está em Yetzirah, o mundo material e corresponde ao Nephesh, a alma animal. Isso tudo forma a "árvore da vida" que é um glifo para o universo e para a consciência como um todo.

Só que não para por aí, pois cada uma de suas esferas é um mundo em si mesma na qual podem existir outras e outras árvores da vida infinitamente.

Versão resumida:

  • Só se cria alma animal à partir de Yetzirah, que está ao alcance da consciência de um Adepto.
  • Só se cria Ego e intelecto à partir de Briah, que está ao alcance da consciência de um Magister Templi.
  • Só se cria Vontade à partir de Atziluth, que está ao alcance da consciência de um Magus.

Tudo isso é muito teórico, mas desde que essa criação ocorra dentro do seu próprio universo (assim como uma árvore da vida que existe dentro de uma única esfera de uma árvore maior) não vejo por que não existir um servidor com todos os atributos que você deseja, contando que sua consciência chegue longe o suficiente.

Por último - e provavelmente mais importante: Você precisa disso pra quê? Provavelmente existe um caminho mais fácil!

Desativado2585 quase 3 anos

É um olhar interessante, muito obrigado por mostrar a associação de outros tipos de estudos com este.