Discussão: Experiências com Dharana

Jhenriquessantos aproximadamente 2 anos

93 !

Salve galera, estou lendo sobre o assunto e gostaria de ouvir vossas experiências com relação a Dharana: alguém ai já praticou com certa assíduidade ? e rolou alguma coisa de interessante ? contem ai !

93,93/93 !

Desativado2585 aproximadamente 2 anos

Colega, esse tipo de prática se assemelha bastante a algumas práticas da magia ocidental no geral (claramente) e acentuo que isso se resume bastante à parte dogmática. Sim, já tive minhas práticas nessa linhagem sim, mas uma dica que dou é: não entre no raciocínio dogmático, independente de qual segmento for, porque o dogmatismo repreende e/ou encurta explicações e/ou detalhes necessários, por talvez utilizar o meio metafórico não detectado (ou não).

O resumo das experiências que irá ter, se nunca teve uma parecida, é o prazer em relação a aspectos psicológicos, no mínimo.

Jhenriquessantos aproximadamente 2 anos

93 !

Não se entendi muito sua resposta, será que você poderia, por gentileza, explicar mais claramente ? De minha parte só pedi alguns relatos descompromissados de quem já praticou Dharana... Só quero mesmo ouvir alguém que particou dizendo como fez e quais foram suas impressões...

"não entre no raciocínio dogmático, independente de qual segmento for, porque o dogmatismo repreende e/ou encurta explicações e/ou detalhes necessários, por talvez utilizar o meio metafórico não detectado (ou não)."

Não sei se foi isso que perguntei...

93,93/93 !

Desativado2060 aproximadamente 2 anos

Realmente eu também não vi nenhuma ligação na resposta de jacky com a pergunta. Quee comico.

Desativado2585 aproximadamente 2 anos

Se quer algo um pouco mais detalhado, o que posso dizer é que a sensação usual é um "puxão" constante na região trabalhada e o prazer mesmo, a felicidade (junto ao desenvolvimento da região trabalhada). Quando se fala em focar em objetos por exemplo, o desenvolvimento do ajna é presente, acaba se sentindo realmente esses puxões de forma intensa e além dessas sensações também se tem a formação de habilidades como a clarividência por exemplo. Quando o ajna é trabalhado você tem uma potência muito alta em solução de problemas e esclarecimento daquilo que não tinha, sendo esse esclarecimento totalmente rápido, a ponto de considerá-lo até um automatismo. Trabalhar o ajna trará também por consequência do esclarecimento e da rápida atividade cerebral, uma potência intelectual melhor (dependendo de suas atividades também, claro). O ajna quando despertado pode te mostrar como banir tais desagrados e invocar o prazer, se aceitá-lo. Colegas, isso é o que posso dizer em um texto não tão longo. Isso com certeza foi o que perguntou, JHSS.

"O resumo das experiências que irá ter, se nunca teve uma parecida, é o prazer em relação a aspectos psicológicos, no mínimo". Essa é a resposta na verdade, já em relação ao que você citou eu estava querendo te ajudar de acordo com a experiência que tenho.

Oath, JHenriqueSSantos minhas desculpas e lamentações por qualquer desentendido. Agradeço por me oferecerem as correções, principalmente porque críticas são catalisadoras (dependendo de vários fatores, claro).
Novamente, minhas desculpas e torço para que o que eu fale seja compreensível e/ou coeso.
93, Shalom, Namastê, Ahow, enfim... Não tenho uma saudação particular, considere a que desejar!

Desativado2060 aproximadamente 2 anos

Jhenrrique, você já leu o "livro 4"? Caso não tenha lido, lá diz algumas informações sobre o assunto. 93,93/93!

Jhenriquessantos aproximadamente 2 anos

93 !

Oath, li sim, várias vezes na verdade. Mas eu queria saber de relatos experimentais mesmo.

93,93/93 !

Desativado2060 aproximadamente 2 anos

Tendi. Boa sorte ai, como nunca pratiquei não vou falar sobre oq nao sei. 93,93/93

Guthiere mais de 1 ano

93!

Dharana - concentração.

Tive uma experiência, nada como a prática de Liber E. Usei o próprio conhecimento que adquiri com estudos e prática.
Na moto, voltando para casa depois de uma aula de filosofia. Algo que o professor falou me chamou muita atenção: "minha mente é outra pessoa, não meu verdadeiro eu". Fiquei pensando nisso voltando para casa. Tomei aquilo como verdade temporária. Então decidi calar minha mente. Fiquei pilotando a moto e deixei o olhar fixo sem piscar. Cada tremida do olho considerava uma quebra de concentração e cada pensamento que surgia eu cravava a unha do indicador no canto da unha do polegar esquerdo. E assim continuei meu trajeto. Já chegando em casa. Não estava conseguindo enxergar. Era como uma paulada na cabeça. As famosas estrelinhas. Tive varios conhecimento sobre a frase de impacto. Foi como uma cadeia de conhecimento sobre o assunto sucessivamente. Este estado durou quase uma hora (sensação de uma paulada na cabeça ou visão embasada semelhante a uma pancada).