Discussão: Os deveres do Thelemita para consigo mesmo

Oculto quase 2 anos

Uma nota sobre as principais práticas de conduta
a serem observadas por aqueles que aceitam a Lei de Thelema

**“Faze o que tu queres será o todo da Lei.”
“Não há lei além de Faze o que tu queres.”
“[…] não tendes direito algum senão fazer a vossa vontade. Fazei isso, e nenhum outro dirá não. Pois a vontade pura, aliviada de objetivo, livre do desejo de resultado, é em todos os modos perfeita.”
“Amor é a lei, amor sob vontade.”
“Todo homem e toda a mulher é uma estrela.”

A. Seu dever para consigo mesmo
Procure você mesmo ser o centro de seu próprio Universo.
“Eu sou a chama que queima em todo o coração de homem, e no âmago de toda estrela.”
Explore a Natureza e Poderes da sua própria Existência.
Isto inclui tudo o que para você é, ou pode ser; e você tem que aceitar tudo como é em si mesmo, exatamente como um dos fatores que irão constituir a tua Própria Verdade. Esta Verdade Pessoal inclui, assim, ao fim, todas as coisas, qualquer que seja; esta descoberta é a Iniciação (o viajar interno) e como a Natureza desta é o mover contínuo, isto tem que ser entendido não como estático, mas como dinâmico, não como um Nome, mas como um Verbo.
Desenvolver em harmonia e proporção adequadas toda a faculdade que você possui.
“A sabedoria diz: sê forte! ”
“Mas excede! excede!”
“Sê forte, ó homem! Deseja intensamente, usufrui de todas as coisas dos sentidos e do arrebatamento: não temas que qualquer Deus venha a te renegar por isso.”
Contempla tua própria Natureza.
Considera cada elemento desta, tanto em separado como em relação a todo o resto, de modo a julgar precisamente o propósito verdadeiro da totalidade da tua Existência.
Encontra a fórmula deste propósito, ou “Verdadeira Vontade”, numa expressão o mais simples possível.
Aprende para entender claramente como melhor manipular as energias que você controla, para obter os resultados mais favoráveis destas, assim como, estabelecer as relações destas com a parte do universo, a qual, você ainda não controla.
Estende o império da tua consciência, bem como, o teu controle sobre todas as forças alheias a esta, até o mais alto grau.
Faz isto pela aplicação sempre forte e hábil das tuas faculdades para a mais sutil, clara, completa, e mais precisa percepção, o melhor entendimento, e o governo mais sabiamente ordenado, daquele Universo externo.
Nunca permita que o pensamento ou vontade de alguma outra Existência interfira com a tua própria.
Esteja constantemente vigilante para se ressentir, e em alerta para resistir, com invencível ardor e veemência de paixão insaciável, toda tentativa de qualquer outra Existência para influenciar você de outra maneira que não seja associando novos fatos à tua experiência do Universo, ou assistindo você a alcançar a mais alta síntese de Verdade por meio de fusão apaixonada.
Não reprima ou restrinja nenhum verdadeiro instinto da tua Natureza; mas devota todos à perfeição para o serviço exclusivo da tua única e Verdadeira Vontade.
“Seja virtuoso portanto”
“A palavra do Pecado é Restrição. Ó homem! Não recuses tua esposa, se ela quer! Ó amante, se tu queres, parte! Não existe laço que possa unir o dividido senão o amor: tudo o mais é maldição. Amaldiçoado! Amaldiçoado seja pelos eons! Inferno.”
“O mesmo para todos vós: não tendes direito algum senão fazer a vossa vontade. Fazei isso, e nenhum outro dirá não. Pois a vontade pura, aliviada de objetivo, livre do desejo de resultado, é em todos os modos perfeita.”
“Vós devereis juntar bens e provisões de mulheres e especiarias; vós devereis trajar ricas jóias, vós devereis exceder as nações da terra em esplendor & orgulho; mas sempre no amor de mim, e então devereis vir para a minha alegria. “
Regozije-se!
“Lembrai-vos todos vós de que a existência é puro gozo; de que todas as aflições são apenas sombras; elas passam e se vão, mas existe aquilo que permanece.”
“Mas vós, ó meu povo, levantai & acordai! Que os rituais sejam corretamente executados com alegria & beleza! […] Uma festa para o fogo e uma festa para a água; uma festa para a vida e uma festa ainda maior para a morte! Uma festa todo dia em vossos corações, na alegria de meu arrebatamento! Uma festa toda noite para Nu, e o prazer do máximo deleite! Sim! festejai! rejubilai-vos! não há temor daqui por diante. Existe a dissolução, e o êxtase eterno nos beijos de Nu.”
“Agora regozija-te! agora vem em nosso esplendor & arrebatamento. Vem em nossa paz apaixonada, & escreve palavras doces para os Reis!”
“Freme com a alegria da vida & da morte! Ah, tua morte será adorável: quem a vir ficará feliz. Tua morte será o selo da promessa de nosso amor de eras. Vinde! ergue teu coração & regozija-te!”
“Haverá um Deus de viver num cão? Não! Mas os mais elevados são dos nossos. Eles deverão se regozijar, nossos escolhidos: quem se amargura não é dos nossos. A beleza e a força, o gargalhar saltitante e o langor delicioso, a força e o fogo, pertencem a nós.”

Fonte:https://www.quetzalcoatl-oto.org/dever/

Desativado2060 quase 2 anos

Qual é a pergunta?