Discussão: Desenvolvimento do Sensorium

Desativado3268 aproximadamente 2 meses

93!

"Esse órgão interior é o sentido intuitivo do mundo transcendental, e antes que esse
sentido de intuição seja aberto em nós, não podemos ter nenhuma certeza objetiva da
verdade mais elevada. Este órgão foi fechado por conseqüência da queda, que atirou o
homem no mundo dos sentidos. " - Nuvem sobre o santuario.

Saudações meus prezados colegas, to terminando de completar a literatura recomendada para estudante da AA, também li algumas coisas mais e com as práticas estou cada vez mais esclarecido, gostaria de pedir a opnião dos amigos que estão a mais tempo nessa jornada heroica.

Com a literatura da AA e com minha experiencia eu comecei a considerar que algumas recomendações "dogmaticas" são subjetivas para o avanço da consciencia, como Crowley cita nos topicos Yama e Nyama do liber ABA. Porém, quando eu presto o pouco de atenção que minha mente permite nas "energias sútis que passam pelo meu corpo", percebo que um bom despertar, a masturbação, o esporte, o banho gelado e outras coisas, provavelmente por estarem diretamente ligadas a liberação de certas substancias, faz sentir mais ou menos "conectado" ou melhor dizendo " energizado e satisfeito ".

Claro, é extremamente subjetivo, mas ultimamente tenho tentado mapear estimulos que costumam trazer respostas positivas para maioria dos corpos. Por exemplo, sempre tive um problema com sono, a sonolencia me fazia ficar pouco comunicativo, sem desejo de cumprir com as obrigações e prejudicava até na minha movimentação, sem contar o quão divago quando minha cognição começa operar nesse sentido. Graças a deus percebi que levantando da cama de uma determinada forma que caracterizo como "saltitante, empolgado, sorridente", e mantendo meu foco nessa frequencia, em poucos minutos o peso corporal causado pelo sono vai embora, e uma energia, uma vontade de movimento toma conta do meu ser. Quando coloco um som agitado, daqueles que da vontade de gritar e fazer a guitarrinha invisivel, funciona ainda melhor.

Carlos Castanheda escreveu em seu ultimo livro, "Passes magicos" , movimentos de uma prática chamada por ele de Tensegridade, que envolve a tensão dos musculos combinadas com certos movimentos corporais e respiratorios. Era ou é praticada por videntes que afirmam que esses movimentos geram efeitos diversos como coragem, relaxamento, concentração e etc... Pratiquei por um tempo ( acredite, são praticas longas e complexas, com mais de 25 a 30 movimentos diferentes que devem ser executados com a maior perfeição possivel, cada um tem seu efeito, e a série seria a combinação de diversos efeitos em prol de um maior notavel ) , escolhi aprender uma série de movimentos que são colocados como movimentos para aumentar o intento ou intenção. Pude perceber um suor gelado, similar ao suor de uma boa prática de pranayama, também percebi sutilmente os efeitos especificos de cada movimento, foi dai que surgiu esta questão, pois não sou vidente, muito menos tive fé que movimentos aleatorios podiam influenciar algo tão sutil como o corpo etérico, mas realizei o experimento e muitos efeitos extraordinarios foram notados, só como exemplo, eu jogo basquete, uma série para o intento antes do jogo libera a ansiedade que agonia meus nervos do plexo solar, e sinto como se essa excitação fosse destribuida pelos musculos. Transforma a confusão que sinto com a ansiedade e o nervosismo pré-jogo em uma tranquilidade nutrida por um estranho sentimento de confiança. As vezes me pego parado sem vontade de fazer nada, um inferno muito triste, e ao realizar esta série reseto e sinto vontade de sair, respirar um ar puro e socializar.

O que eu proponho nesse tópico é que vocês comentem, o mais cientificamente possivel, atividades que influenciam positivamente o funcionamento da vossa cognição, pequenas coisas que vocês fazem, ou que qualquer pessoa faça, que alivia a mente e porque vocês acham que isto acontece.

Perdoem desde de já os erros ortográficos.

Desativado2060 aproximadamente 2 meses

Bom dia,

*"energias sútis que passam pelo meu corpo", percebo que um bom despertar, a masturbação, o esporte, o banho gelado e outras coisas, provavelmente por estarem diretamente ligadas a liberação de certas substancias, faz sentir mais ou menos "conectado" ou melhor dizendo " energizado e satisfeito .

Claro, é extremamente subjetivo"*

Na verdade não acho que isso seja subjetivo. Não entendi por que você considerou subjetivo. Você parece estar tentando se referir a sensações fisiológicas prazerosas resultantes de certas atividades cotidianas.

Com relação à Tensegridade, achei muito interessante! Muito curioso! Assim que possível pesquisarei a respeito.

Por último, "atividades que influenciam positivamente o funcionamento da vossa cognição". Eu recomendo o xadrez. Gosto muito. Além de ser prazeroso, eu acho que causa um efeito positivo na cognição. Eu não diria exatamente que ele "alivia" a mente, mas acho que ele influencia sim positivamente a cognição.

Desativado3268 aproximadamente 2 meses

Agradeço sua resposta, Oath. Veja:

"Acima de tudo, as práticas em Liber III devem ser executadas repetidamente, pois estas práticas não só desenvolvem a vigilância, como também esses centros inibidores no cérebro que são, de acordo com alguns psicologistas, a principal mola do mecanismo através do qual o homem civilizado subiu acima dos selvagens."

Penso se com o conhecimento que temos compilado ultimamente seria possível pensar novas práticas, sustentadas pela pesquisa e tecnologia que surgiu nos últimos 10 anos. Quando você diz "sensações fisiológicas prazerosas" esta se referindo somente á sensações percebidas pelos sensores de tato, paladar, odor e visão? Pois oque quis levantar é a hipótese desses prazeres sensíveis serem o reflexo de alguma resposta do plano astral, como se as substancias liberadas fossem a manifestação final de alguma informação que foi acessada por algum estimulo que teria sido criado pela vontade que aplicamos, em determinada direção, ao corpo físico. Pois assim sendo, poderíamos realizar práticas menos violentas e, com ajuda da meditação, mapear as percepções e assim desenvolver o sensorium de forma mais sútil... Oque você acha disso?

" Não sou nada, nunca serei nada, não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo." -Fernando Pessoa.

Desativado3268 aproximadamente 2 meses

Alguns exemplos de exercícios, é fácil imaginar que hoje em dias as pessoas vejam mais sentido em procurar a auto-compreensão dentro destas atividades do que, por exemplo, na mutilação.
-O exercício aeróbico, que envolve a respiração, beneficia as capacidades cerebrais, especialmente aquelas baseadas em uma melhor interação entre o lobo frontal e o temporal medial. Ele influencia na memória de trabalho e nas funções executivas. O benefício do esporte na cognição tem uma explicação fisiológica: favorece a produção de agentes neurotróficos.
-Exercitar a memória de trabalho é muito útil para estimular as nossas habilidades cognitivas. Existe uma grande quantidade de exercícios para esta finalidade. Uma das tarefas criadas para esta finalidade é observar uma tela onde uma figura aparece e desaparece, e depois de um tempo se repete. Precisamos observar se ela apareceu no mesmo lugar da vez anterior.
-Encontrar passatempos que representem um desafio intelectual como aprender a tocar um instrumento ou aprender um novo idioma também são treinamentos mentais.
-Ler estimula muitos processos mentais, como a percepção, a memória e o raciocínio. Quando lemos decodificamos estímulos visuais (letras, palavras, frases) transformando-os em sons mentais para dar-lhes um significado. A leitura estimula a mente porque ativa grandes áreas do córtex cerebral.
-Estímulos visuais e sonoros que fazem com que o rato receba informações do ambiente. Se aplicarmos isto para as pessoas, um ambiente enriquecido seria aquele que está cheio de novidades e complexidades, um ambiente onde haja muitas mudanças e que nos obrigue a nos adaptarmos. De acordo com Stern, este tipo de ambiente complexo oferece dois tipos de recursos. Por um lado, nos proveria de um “hardware” com mais sinapses e maior arborização dendrítica; e um “software” com habilidades cognitivas mais ajustadas. Na idade adulta, viver em um ambiente enriquecido é ter uma vida ativa, tanto física quanto mentalmente.
-A criatividade tem um efeito positivo sobre a resiliência e, portanto, ajuda a lidar com as perdas e as mudanças que inevitavelmente acompanham a idade adulta.
Para nós que lidamos com práticas de treinamento mental muito mais severas que essas, parece ser fácil trazer aos mais leigos e menos interessados, ou melhor dizendo, mais corrompidos, um sistema com objetivo religioso, e método cientifico, com práticas ricas e saudáveis... perdoe-me se sou infantil, anseio por vossa opinião!!

Desativado2060 aproximadamente 1 mês

Lamento não poder ajudar. Apesar do tanto de palavras, não fui capaz de entender o que você está querendo dizer. Talvez alguma outra pessoa mais preparada possa lhe ajudar com esta dúvida.

Desativado2060 aproximadamente 1 mês

"Pois oque quis levantar é a hipótese desses prazeres sensíveis serem o reflexo de alguma resposta do plano astral, como se as substancias liberadas fossem a manifestação final de alguma informação que foi acessada por algum estimulo que teria sido criado pela vontade que aplicamos, em determinada direção, ao corpo físico. Pois assim sendo, poderíamos realizar práticas menos violentas e, com ajuda da meditação, mapear as percepções e assim desenvolver o sensorium de forma mais sútil... Oque você acha disso?"

"Penso se com o conhecimento que temos compilado ultimamente seria possível pensar novas práticas"

Eu não entendi o que você quis dizer. Você está querendo dizer que "um bom despertar, a masturbação, o esporte, o banho gelado e outras coisas" são possíveis substituições para praticas como a proposta no liber III? Não entendi qual a ligação de uma coisa com a outra.

Enfim, espero que alguma outra pessoa seja capaz de lhe ajudar com sua dúvida. Achei o assunto "Tensegridade" muito interessante. Como retribuição deixei uma dica por conta da casa (xadrez), mas infelizmente não posso contribuir mais do que isso, considerando que mal compreendo o que você quis dizer.