Discussão: Gnose no baile funk

Narkissos 19 dias

Salves, com o domínio da técnica, é possível entrar no estado de gnose em qualquer ambiente? Penso que se o cara tiver bruxau mesmo talvez seja possível visualizar umas loucura de forma efetiva no rolê e talvez até gerar results quase que imediatos, vocês acham possível?
Não que seja necessário, mas é desaconselhável?

Aluvaia 19 dias

Salves, com o domínio da técnica, é possível entrar no estado de gnose em qualquer ambiente?

Bom, guardadas as devidas proporções, teoricamente, sim. Entretanto, cabe dizer que entrar em gnose em uma situação controlada, em um ambiente propício e com todo o recurso, já é uma tarefa complexa.

Penso que se o cara tiver bruxau mesmo talvez seja possível visualizar umas loucura de forma efetiva no rolê e talvez até gerar results quase que imediatos, vocês acham possível?

Resultados imediatos não existem, ao menos eu nunca vi.

Não que seja necessário, mas é desaconselhável?

Olha, particularmente prefiro manter as coisas muito bem separadas na cabeça, não gosto de misturar as estações, acho que ainda tenho aquela sensação que associa necessariamente o "mágico" com o "sagrado", de forma que não faria coisa alguma em um lugar assim, a menos que fosse uma emergência (e não me ocorre nenhuma). Mas também não frequento esse tipo de ambiente, assim sendo, entendo o exemplo como o cúmulo do extremo mas, partindo do pressuposto que as pessoas são diferentes de mim, creio que este seja um lugar onde alguns poderiam se sentir em casa e bastante à vontade até para o intercurso com o mágico, mas para mim seria bastante aversivo, não só pela qualidade da "música", mas pela muvuca toda mesmo.

"Desaconselhável" é um termo forte. Prefiro dizer que eu, dada a minha própria e absolutamente singular concepção de realidade, não faria, até porque acho que não conseguiria.

Nelsonricardo 19 dias

Teoricamente poderia ser possível lançar um sigilo em um baile funk sim, caso tenha dominado a técnica, não vejo lógica em dizer que não. Mas eu realmente tenho vergonha de me considerar um "ocultista" abertamente hoje em dia, já que essa bandeira tem sido levantada por uma geração tão pobre intelectualmente e espiritualmente (e na maioria das vezes pessoas superficiais, presas a conceitos coletivos a respeito do mundo). Eu tenho impressão de que mais da metade das pessoas que se intitulam ocultistas hoje em dia ainda não sabem do que realmente se trata. E elas nem sabem disso.

Narkissos 19 dias

Boa tarde Nelson!

"Mas eu realmente tenho vergonha de me considerar um "ocultista" abertamente hoje em dia, já que essa bandeira tem sido levantada por uma geração tão pobre intelectualmente e espiritualmente (e na maioria das vezes pessoas superficiais, presas a conceitos coletivos a respeito do mundo). Eu tenho impressão de que mais da metade das pessoas que se intitulam ocultistas hoje em dia ainda não sabem do que realmente se trata. E elas nem sabem disso."

Qual o motivo desta afirmação caro amigo? Só para ser claro, meu objetivo era considerar o quão longe pode ir a capacidade de concentração de um homem. E se imerso na sua mais profunda vontade, poderia esta capacidade ser uma ferramenta nos momentos em que fosse requisitada.

Porque?

Certamente ainda guardo em meu coração muito apego, em alguma situações a humanidade me aflige. Prefiro não manifestar-me, evitar a interação caótica com outros indivíduos, vestir a máscara da paz. Mas por dentro, como posso dizer... Talvez cabe que meu eixo hipotalâmico libera substancias estressantes, que podem ser percebidas por sensações desagradáveis, que é como um vinho que cai ás vestes de gala e estraga toda a festa. Ai de mim se um dia manusear a tal Adaga de fogo, e com uma unica apunhalada ao peito purificar-me em chamas, encontrar abrigo no desconforto e renascer á cada segundo como uma Fenix, penso que tal nave, a concentração, é um Alasão, e com ele pretendo cavalgar pelo espaço como um Cosmonauta louco.

Narkissos 19 dias

A SAGRAÇÃO DO MITO
Para Foed Castro Chamma

Eu preciso de um espelho:
olhar no fundo dos olhos
e ver bem dentro de mim:
quero beijar minha sombra,

ir no cerne dos desejos
e perceber cada célula
com o frenesi que sinto
na agulha do peitoral.

Sou a criação de Deus:
barro que sonha odisséias.
Em minha íris o Cosmo:
os mitos vestem meu nome.

Sou a pedra, o barro, a lama.
Estrelas, soprem em mim
e assim estenderei meus
nomes nos passos do vento,

e em todo lugar o sonho
do Ser estará presente.
Sou o símbolo de tudo,
um sonho sem fim, o mito.

Estou em frente ao espelho,
e em minha íris o Cosmo:
todos os meus estilhaços,
todos os eus consagrados.
JIVM

Nelsonricardo 19 dias

Qual o motivo desta afirmação caro amigo?

Olha... Me desculpe se pareci chato, mas eu particularmente acho que sim, levantar uma questão como "Penso que se o cara tiver bruxau mesmo talvez seja possível visualizar umas loucura de forma efetiva no rolê e talvez até gerar results quase que imediatos, vocês acham possível" é sinal de pobreza intelectual e espiritual.