Discussão: Prática Mágicka

Filhodosol aproximadamente 9 anos

.........93............................

Caríssimos, bom dia!

Iniciei à prática mágicka e estou com algumas dúvidas, quais sejam:

a) As palavras que integram o Ritual devem, necessariamente, ser recitadas ou posso empregar um baixo tom de voz?

b) Todos os grandes rituais utilizam palavras de linguas mortas ou pouco utilizadas, como o Latim, o Hebraico, o Aramaico, o Grego, o Egípcio.

Como fazer quando se desconhece o idioma empregado? Há algum problema se não dermos às palavras suas devidas pronúncias?

c) Praticarei outros Ritos não thelêmicos, e de qualquer modo gostaria de opiniões quanto ao uso de sinos, incensos... É possível substituir o sino por um outro instrumento que não produza muito barulho?

Vejam bem, isso não significa que não gosto de barulho, pelo contrário, meu estilo de música predileto continua sendo o Heavy Metal, notadamente o Black Metal da gélida e sombria Noruega; ocorre que possuo como vizinhos membros da família e se me ouvirem, em plena madrugada, recitando frases em línguas mortas, tocando sino e queimando incenso pensarão que eu enlouqueci...

Espero informações, Irnãos na LVX!

Tg_cardoso aproximadamente 9 anos

Caro amigo,

93

Muitos têm essa mesma duvida porém continuam a fazer assim mesmo qual ritual seja, e acabam obtendo fracasso e "fracasso" significa que algum ato do postulado não foi compreendido e colocado em pratica corretamente".

Porém um ritual não precisa ser exatamente da forma que é descrito e se você o esta praticando sem a ajuda de ninguém, um grande exemplo disso são os rituais da G.'.D.'. que à cada 111 anos são atualizados e suas formulas mudam de forma sigilosa, "evidentemente".

a) As palavras que integram o Ritual devem, necessariamente, ser recitadas ou posso empregar um baixo tom de voz?

O mais importante quanto a ao ritual é a entonação e a vibração , normalmente as pessoas costumam vibrar mais as vogais tipo :

Aaaateeeeeehh

Veee Geeeeeebuuuuuuuuraaaaaaaaaaaaa

etc...

b) Todos os grandes rituais utilizam palavras de linguas mortas ou pouco utilizadas, como o Latim, o Hebraico, o Aramaico, o Grego, o Egípcio. Como fazer quando se desconhece o idioma empregado? Há algum problema se não dermos às palavras suas devidas pronúncias?

Se você não o sabe muito bem não o faça, pode ter problemas o mais adequado e ser auxiliado por alguem com mais experiencia.

c) Praticarei outros Ritos não thelêmicos, e de qualquer modo gostaria de opiniões quanto ao uso de sinos, incensos... É possível substituir o sino por um outro instrumento que não produza muito barulho?

sim ...você pode simplesmente bater em algum lugar madeira por exemplo..

um grande exemplo á A VONTADE....

batei..333-55555-333...

à proposito Black metal é mui bom....eu adorava CRADLE OF FILTH ...DIMMU BORGIR...DARK FUNERAL..mas isso é passado...

93,93/93

Fraternalmente:

THIAGO CARDOSO.

Filhodosol aproximadamente 9 anos

..........93..............

Caríssimo amigo,

Suas informações são muito valiosas... obrigado...

Quanto ao Black Metal, há decadas que ouço esse estilo de música e serei enterrado com a bandeira da Noruega, em homenagem ao DIMMU BORGIR, DARKTHRONE, MAYHEM, IMMORTAL, EMPEROR, SATYRICON, TROLL, BORKNAGAR, 1349...

FilhodoSol - AJustiça8

Dyulax aproximadamente 9 anos

a) As palavras que integram o Ritual devem, necessariamente, ser recitadas ou posso empregar um baixo tom de voz?

A instrução básica é aquela dada em Liber O vel Manus et Sagitae:

"a - Com os braços abertos

b - Inspire profundamente pelas narinas, imaginando o nome do Deus entrando em você junto com o ar.

c- Deixe o nome descer lentamente, passando pelos pulmões até o coração, o plexo solar, o umbigo, os órgão reprodutores até os pés.

d- No momento que o nome parecer tocar os pés, avance a perna esquerda um pouco adiante, inclinando um pouco o corpo, com as mãos (passando por trás dos olhos) esticadas para frente, ficando na posição do Deus Hórus, ao mesmo tempo imaginando o nome, passando rapidamente pelo nariz juntamente com ar que estava preso no pulmão. Tudo isso deve ser feito com a maior força possível.

e- Então recue a perna esquerda e coloque e acomode o dedo indicador direito sobre os lábios, ficando na posição característica do Deus Harpócrates (o polegar e os dedos estando fechados. O polegar representa o espírito, e o indicador a água ).

  1. Um sinal de que estudante obteve sucesso, será o de sentir-se exausto ao emitir uma única "Vibração".

  2. Sinal de sucesso, ocorrerá quando o estudante perceber que está ouvindo o nome do Deus rugindo em volta, como por virtude de dez milhões de trovões, parecendo como se essa Grande Voz viesse do Universo, e não de si mesmo."

No entanto, esteja atento para o fato de que não há um jeito "correto" de vibrar. Cada um precisa encontrar o seu jeito ideal.

b) Todos os grandes rituais utilizam palavras de linguas mortas ou pouco utilizadas, como o Latim, o Hebraico, o Aramaico, o Grego, o Egípcio. Como fazer quando se desconhece o idioma empregado? Há algum problema se não dermos às palavras suas devidas pronúncias?

Você pode encontrar as pronúncias mais utilizadas em MP3 na Internet, pela voz de Israel Regardie. Desde os nomes hebraicos dos rituais do pentagrama e hexagrama até os gregos do rubi estrela.

Se a pronúncia não for "correta",o pior dos resultados é não funcionar. Mas qual seria, por exemplo, a pronúncia correta do nome inefável de Deus, יהוה? Entendeu o ponto?

c) Praticarei outros Ritos não thelêmicos, e de qualquer modo gostaria de opiniões quanto ao uso de sinos, incensos... É possível substituir o sino por um outro instrumento que não produza muito barulho?

Você pode bater a lâmina da adaga sobre o copo.

93

Anatta aproximadamente 9 anos

93.

Creio que já foi respondida sua resposta.

Só queria ressaltar que em magia, muito mais importante que ficar como um gravador e reproduzir sons e gestos, é o entendimento do porque daquilo e a emoção gerada por aqui.

Então aproveitarei para deixar uma pesquisa.

Pq, muito bem, aconselhou o Tiago que batesse o sino em 3-5-3? Pq 11 badaladas, e porque nesse rítimo?

93's

Tg_cardoso aproximadamente 9 anos

93

ABRAHADABRA

93,93/93

Fraternalmente:

THIAGO CARDOSO

Vaoresagi sonuf aproximadamente 9 anos

..........93..............

Caríssimo amigo,

Suas informações são muito valiosas... obrigado...

Quanto ao Black Metal, há decadas que ouço esse estilo de música e serei enterrado com a bandeira da Noruega, em homenagem ao DIMMU BORGIR, DARKTHRONE, MAYHEM, IMMORTAL, EMPEROR, SATYRICON, TROLL, BORKNAGAR, 1349...

FilhodoSol - AJustiça8

Acho que deve ser o sono, mas eu acredito que tive uma ilusão, e não li isto aqui!

Algea nigel aproximadamente 9 anos

Caríssimos, bom dia!

a) As palavras que integram o Ritual devem, necessariamente, ser recitadas ou posso empregar um baixo tom de voz?

Bom dia...

Na minha concepção não é necessário que seja recitado em tom alto. O importante é que produzir som a ponto de sentir a vibração das cordas vocais.

Na yoga, o chakra VISHUDDHA é o 5º. Ele é responsável pela garganta e o sentido dele é a audição. Ele é ativado através do som produzido pelas cordas vocais.

PS: "...e serei enterrado com a bandeira da Noruega"

O que você tem contra ao BM nacional? rs...

93.

Tg_cardoso aproximadamente 9 anos

93.

Creio que já foi respondida sua resposta.

Só queria ressaltar que em magia, muito mais importante que ficar como um gravador e reproduzir sons e gestos, é o entendimento do porque daquilo e a emoção gerada por aqui.

Então aproveitarei para deixar uma pesquisa.

Pq, muito bem, aconselhou o Tiago que batesse o sino em 3-5-3? Pq 11 badaladas, e porque nesse rítimo?

93's

Caro amigo,

93

11 é o numero da Grande Obra, e o ritmo 3 - 5 - 3 é equilibrado/simétrico... e também remete aos números 6 e 5.

"ABRAHADABRA"

correto ?

93,93/93

Fraternalmente:

THIAGO CARDOSO

Revtiki aproximadamente 9 anos

Mas for starters... não seria bom vocalizar em português

Segundo: essa coisa de vocalização é barra, cada um tem um jeito de fazer, existe um jeito certo?

Breno

PS: sou o único que não ouço/nunca ouvi Black Metal?

Anatta aproximadamente 9 anos

Caro amigo,

93

11 é o numero da Grande Obra, e o ritmo 3 - 5 - 3 é equilibrado/simétrico... e também remete aos números 6 e 5.

"ABRAHADABRA"

correto ?

93,93/93

Fraternalmente:

THIAGO CARDOSO

Sim, Frater, mas o que Abrahadabra represente!?

E o que seria o 5.3.3.? E sua soma? 888??

Vamos pensar além da bolha. Dá uma pesquisada.

Breno,

eu nunca ouvi. ODEIO Metal. Gosto de house music e raves. rsrs

No geral, a vocalização é individual. Há a pronúncia, que deve ser usada o mais próximo possível, mas como vocalizar é individual. Há também a chamada Grande Voz, onde não é produzido som algum. E lembremos-nos, que muitos dos rituais que Crowley, e.g. fazia eram astrais. Logo ele não usava som, tudo ocorria no astral/mente...

93

Anatta aproximadamente 9 anos

Corrigindo: o que seria 5.3.5?

Marcus aproximadamente 9 anos

Olá caros companheiros de Fórum.

É a primeira vez que posto oficialmente nessa Lista, e espero poder usufruir (e compartilhar com o que puder) do conhecimento e experiências dos Frateres e Sorores.

Sobre o assunto desse tópico, mas especificamente, antes de mais nada, gostaria de parabenizar o criador pela iniciativa de abrí-lo, apesar de ser considerado muitas vezes como uma dicussão muito "tola" e "básica". Como diria um certo político: "Difícil, é ser simples".

Gostaria de chamar a atenção para algo que considero também importante nesta discussão sobre a Ritualística Cerimonial.

Entendo a crítica ao excesso de "detalhismo" e "cuidado" dado aos Rituais citados (como o RmBP, ou o RmH), mas há de se convir que o detalhismo é a ESSÊNCIA do Cerimonial Mágico. Portanto, os detalhes requeridos em qualquer operação mágica devem ser seguidos ao "pé-da-letra" SIM, O MÁXIMO QUE FOR POSSÍVEL (a meu ver). Afinal de contas, o Cerimonial requer isso, e se tal característica não tivesse de ser suprida, não falaríamos então de Magia Cerimonial...

Quanto ao RmBP, também tenho algumas dúvidas específicas sobre alguns aspectos ligados ao Ritual, mas especificamente sobre o HORÁRIO de aplicação da operação, e sobre os MODOS DE EXECUÇÃO dele. Ficaria muito grato se os Frateres e Sorores do fórum pudessem dar suas opiniões de esclarecimento a respeito...

Já li em muitos Fóruns, de diversas Ordens e Fraternidades (Thelêmicas ou não), que não é recomendável executar o RmBP ao final da tarde ou no início do dia, pois esses seriam períodos de "transição de energias", portanto não recomendáveis para a prática do Ritual, já que "atrairia" seres indesejados as proximidades do praticante.

Essa informação procede realmente?

A minha 2ª dúvida diz respeito a forma de execução do Ritual, especialmente do BANIMENTO. Já li muitas recomendações de que o Banimento do RmBP seja feito num ambiente de PENUMBRA (mas não escuro completo), como forma de se estimular a "Visualização" das formas expostas no Rito.

Também já estudei recomendações sobre realizar o RmBP de olhos fechados, como outra maneira de estimular a mentalização ou "visualização mental", assim como usar Incenso durante a execução do Ritual.

Todas essas opções de execução em relação ao RmBP procedem, ou há algo que realmente não deve ser aplicado na execução do Ritual?

Therion156 aproximadamente 9 anos

Aproveitando o ensejo, alguém poderia mes falar a relação dos quatro nomes divinos do RMP (menor) com os quadrantes?

Se re recordo bem, os nomes cabalísticos correspondetes ás quatro sephirotes quando o magista se posiciona na interseção dos caminhos de Samekh e Phe,como descrito se nao engano no Liber Saggitae, são outros...

É uma dúvida que sempre tive, não se ainda me falta aprofundamento o bastante ou se é algo estudado entre colunas nas ordens iniciáticas que o adotam.

Agradeço desde já!

93.

Therion156 aproximadamente 9 anos

Aproveitando também para contribuir em algo, devo dizer qe explorando o material da Golden Dawn, especificamente o Livro V, em se tratando sobre os sinais do Entrante e do Silêncio, achei interessante expor aqui os detalhes ritualísticos, os quais nunca observei serem citados em sites que explicam os RMP.Legal observar que desta forma era que ensinavam aos Néofitos da Ordem o sinais empregados em auxílio da vibração dos nomes divinos:

Legenda: 1 - indica o significado aparente; 2 - indica a referência espiritual; 3 - indica a aplicação prática.

O Sinal da Saudação (Sinal de Hórus/ Sinal do Entrante)

  1. É o tatear em busca da verdade.

  2. Representa a involução e o transporte da Luz para a matéria, ajudando a vontade do Candidato em buscar o Alto.

  3. Em pé, assumindo mentalmente a forma dos Deuses e elevando a mente para a contemplação de Kether, dar o passo como se fosse um golpe com o pé, levar os braços para cima da cabeça como se fosse tocar Kether e, ao completar o passo, pôr as mãos sobre a cabeça.Estendê-las para a frente a partir do nível dos olhos, horizontalmente - braços estendidos, dedos retos, palmas para baixo, as mãos direcionadas para o objeto que se deseja energizar ou afetar.Ao mesmo tempo, afundar a cabeça até que os olhos possam enxergar precisamente através dos polegares.Desse modo, os raios dos olhos, de cada dedo e dos polegares, devem convergir sobre o objeto focado.A dispersão de qualquer um desses raios insinua fraqueza.

(Nos comentários acerca deste texto, o autor diz que este é um sinal de projeção da vontade e de força de ataque, dizendo que é melhor estender todos os dedos, porém pode-se omitir alguns dedos quando se pretende um efeito específico.também diz se deve tomar cuidado para retirar os raios, pois podem permanecer como esoadouros de força astral, causando exaustão.Dessa forma deve ser acompanhado sempre com o Sinal do silêncio, citado a seguir).

Sinal do Silêncio (Sinal de Hárpócrates)

  1. Esse é simplesmente o sinal do segredo relativo aos Mistérios.

  2. É a afirmação da estação de Harpócrates na qual a Alma Superior do Candidato é formulado em uma parte da Cerimônia de Admissão.É o símbolo do Centro da ´´Voz do Silêncio´´, que responde secretamente ao pensamento do coração.

  3. O Sinal de Silêncio retira a força projetada pelo sinal do Entrante.Assuma mentalmente a forma colossal do Deus Harpócrates.Leve o pé esquerdo bruscamente para trás, colocando os calcanhares - bata no chão uma vez com o pé esquerdo, ao ser colocado junto ao pé direito.Leve a mão esquerda para a boca e toque o centro do lábio inferior com o indicador esquerdo.Feche os outros dedos e polegar e deixe cair a mão direita ao longo do lado do corpo.Imagine que um vapor de água o envolva e o rodeié.Esse é o refluxo da corrente.

(o autor comenta que o sinal representa uma concentração de luz astral ao redor da pessoa.Diz também que pode ser usado para se defender de ataques astrais e descreve minuciosamente algumas formas que devem ser imaginadas para alguns níveis de ataque, cehgando a ser tão forte como um Pentagrama de Banimento, embora de natureza distina.)

Bom, espero ter colaborado para maior compreensão dos aparentementes simples sinais que são realizados durante os rituais.Temos que tomar cuidado para não cair na repetição mecânica destes, quando resolvemos seguir uma disciplina de realizar, por ex, os RMP durante o dia e a noite.A melhor forma de se evitar isso é estar sempre lendo sobre cada vez mais detalhes dos significados dos gestos, palavras e ações.E assim estarmos cada vez mais alinhados com o simbolismo ritualístico, o que deverá certamente proporcionar sucesso nas fórmulas empregadas.Este é o segredo de sua eficácia: a compreensão do seu simbolismo.

Por favor, corrigam-me se estiver enganado em algo; muito obrigado.

93.

Therion156 aproximadamente 9 anos

Lembrei de algo: em relação ao sinal do Silêncio, observei que nas figuras do site e mesmo em algumas recomendações sobre como fazê-lo, indicam o contrário do que se está escrito nos textos da Golden Dawn: de se trocar o gesto da parte esquerda pela direita do corpo, e vice versa.

Observando uma pintura do Deus Harpócrates num livro de Regaride, percebi que o dedo indicador que preciona o lábio inferior é o esquerdo mesmo.

No entanto, no site da Astrum Argentum observei que é o contrário.Alguém por favor saberia me explicar no que consiste essa diferença?

Obbrigado, e perdoe-me os erros de colcoação de frase apresentados, é que rescrevo várias vezes a mesma frase para explicar a idéia referida e acabo me perdendo no costume de digitar rápido [:)]

93.