Discussão: Dúvida em relação a utilização dos rituais do menor/maior do pentagrama/hexagrama

Neófito777 aproximadamente 2 meses

Saudações a todos !

Alguém poderia me esclarecer, já que encontro dificuldades de achar algo explícito sobre quando devem ser usados os rituais do Ritual Menor do Pentagrama, Ritual Maior do Pentagrama e Ritual Menor/Maior do Hexagrama? Em quais operações devem ser utilizados cada um? Sei que a função do pentagrama é representar forças microcósmicas, sendo utilizado geralmente para banimentos no início e fim das operações, enquanto o hexagrama representa macrocósmicas. O Ritual Maior do Pentagrama seria um ritual mais forte e mais complexo que o Ritual Menor do Pentagrama, tornando desnecessário o uso do primeiro? Quando utilizar o Ritual Maior e Menor do Hexagrama, e em quais tipos de operações?

Desculpe se minha dúvida porventura parece tola, mas realmente estou confuso quanto ao assunto,
Muito grato pela atenção

Dyulax aproximadamente 2 meses

Rituais Menores trabalham com o sistema todo, i.e., todos os elementos ou todos os planetas.

Rituais Maiores trabalham com um elemento ou planeta ou signo específico.

Quando usar cada um?

Os menores de banimento são utilizados antes de qualquer operação mágica, para equilibrar a disposição das forças elementais e/ou planetárias do ambiente. Equivale a esterilização de uma sala cirúrgica antes de operar um paciente. Já os de invocação são utilizados como uma forma de invocação genérica do aspecto microcósmico ou macrocósmico do que você considera ser a divindade.

Os maiores de invocação são utilizados quando você deseja atrair uma força específica. Exemplo: invocar um elemento de um Tattwa para um exercício de viagem na visão do espírito; atrair a força de um elemento para consagrar a arma mágica atribuída a ele; trabalhar com um elemental ou espírito planetário; consagrar um talismã que seja da natureza do planeta invocado; etc. O banimento é o oposto, você quer repelir aquela força específica. Por banir só uma parte do conjunto, você pode desequilibrar o sistema todo, então prefira utilizar um menor para banir, assim equilibra o sistema como um todo.

Dyulax aproximadamente 2 meses

Esquematizando:

  • Ritual menor de invocação: invocação genérica do aspecto microcósmico (pentagrama/elementos) ou macrocósmico (hexagrama/planetas/signos) da divindade
  • Ritual menor de banimento: banimento genérico que equilibra o sistema todo (forças elementais - Pentagrama - ou planetárias/zodiacais - Hexagrama)
  • Ritual Maior de invocação: atrai a força de um elemento (pentagrama) ou planeta ou signo (hexagrama) específico
  • Ritual Maior de banimento: repele a força de um elemento (pentagrama) ou planeta ou signo (hexagrama) específico

Neófito777 aproximadamente 2 meses

Entendi, mas me resta algumas dúvidas, olhando aqui as instruções do pdf, vejo que no ritual maior do pentagrama todos os elementos são banidos ou invocados, lembrando assim, um ritual menor (para forças gerais e não específicas), assim, banir ou invocar todas as forças (utilizando todos os pentagramas na mesma direção, isto é : só invocado ou só banindo), ele não teria o mesmo objetivo que um ritual menor do pentagrama? (equilibrar o sistema como um todo)
Ou esse ritual permite apenas que eu invoque uma força, para depois, banir as restantes / banir uma força para invocar as demais, sendo assim, de acordo com a definição dada por Ritual Maior (banir ou invocar forças específicas).

Como também,
No ritual menor do pentagrama, também não seria possível usar no sentido invocação, ou de banimento para um elemento específico, tendo assim a mesma função de um ritual maior (forças específicas), ou esse tipo de ritual só permite a utilização dos elementos em um mesmo sentido, isto é : ou de invocação ou de banimento para todos os elementos?

No ritual menor do hexagrama banindo torna então desnecessário nas operações, selecionar elementos específicos para banir ou invocar ( por exemplo invocar o de fogo e banir o restante ), e todos devem ser usados no mesmo sentido, para equilibrar as forças? correto?

No meu entendimento presente estaria assim, um exemplo: consagração de algo a força solar :
1. ritual menor do pentagrama (forças microcósmicas) no sentido de banimento em todas as direções para purificar o operador/ambiente
2. ritual menor do hexagrama banindo em todas as direções forças elementares hostis macrocósmicas
3. ritual maior do pentagrama, invocando o elemento fogo, banindo as demais, por se tratar de uma operação solar
4. ritual maior do hexagrama ( forças macrocósmicas ) sentido invocatório do sol para o item consagrado e de banimento para os demais planetas, utilizando assim uma força pura
5. ritual menor do pentagrama ( forças microcósmicas ) sentido de banimento - finalização

Dyulax aproximadamente 2 meses

(Antes de mais nada: isso aqui é só a minha opinião e a forma como eu aprendi, lembre-se sempre de que nada impede que você experimente como quiser e avalie o que acontece.)

Na Golden Dawn havia o Ritual Supremo do Pentagrama, onde cada quadrante recebia o Pentagrama adequado e utilizavam-se nomes em Enoquiano. Agora, no Ritual Maior do Pentagrama em Liber O vel Manus et Sagittae, perceba que nos pentagramas elementais não há nenhuma referência a quadrantes e que eles não estão no que seria a ordem correta para traçar o círculo passando por L (Ar), S (Fogo), O (Água), N (Terra). Só temos essa lista de correspondências e montamos em cima do esqueleto do Ritual menor. Se fosse aplicada a mesma lógica ao Hexagrama Maior, como faríamos para trabalhar com os 7 planetas ao mesmo tempo?

A lógica é que o Pentagrama do ritual menor não é o Pentagrama da Terra, ele é um pentagrama genérico. O traçado só inicia na ponta atribuída à Terra porque de acordo com a tradição esse é o elemento mais denso, que contém em si todos os demais. Pense nele como o Assiah dos quatro mundos ou o Malkuth da Árvore da Vida. Por isso que não usamos, por exemplo, um pentagrama do ar no ritual menor.

Neófito777 aproximadamente 2 meses

compreendo, muito obrigado.

Neófito777 aproximadamente 1 mês

Para futuramente pessoas com a mesma dúvida, já que há pouca informação sobre em português :

Há muita informação online de pessoas que tratam o Grande Ritual do Pentagrama como um Ritual Menor "melhor" do Pentagrama - e isso é totalmente errado. Os dois rituais fazem duas coisas completamente diferentes que não devem ser confundidas.

Os rituais menores são gerais ou fundamentais. Eles são usados ​​para trabalhar o "campo" base no qual você trabalha com magia. O Ritual Maior do Pentagrama, como o Ritual Maior do Hexagrama, é usado para sintonizar esse espaço mágico com uma força ou qualidade particular. O Ritual Maior do Pentagrama tem cinco formas tradicionais, quatro das quais correspondem aos caminhos dos quatro elementos e uma que corresponde à sephira de todos os quatro elementos, Malkuth. Como os planetas, os elementos podem ser atribuídos tanto sefiroticamente quanto por caminho, mas, ao contrário dos planetas, todos os quatro elementos correspondem à décima sephira.

Isto é de suma importância quando você percebe que algumas pessoas usam a versão do Ritual Maior do Pentagrama para Malkuth (isto é, com todos os quatro pentagramas elementares direcionados para suas direções correspondentes de acordo com o modelo de ventos) como um "upgrade" do Ritual do Pentagrama. Mas isso não deve ser feito. O poder mágico associado a Malkuth é "A Visão do Sagrado Anjo Guardião, ou de Adonai". O Ritual Menor do Pentagrama é geral e fundacional e, portanto, não é atribuído a esse poder.

Dyulax aproximadamente 1 mês

Excelente!