Banner

Cartões Postais para Probacionistas

Teoremas

I. O mundo progride em virtude do aparecimento de Cristos (gênios).

II. Cristos (gênios) são homens com superconsciência da mais alta ordem.

III. Superconsciência da mais alta ordem pode ser obtida por métodos conhecidos.

Portanto, pelo emprego da quintessência de métodos já conhecidos nós incitamos o mundo a progredir.

Fundamentos do Método

I. A teologia é irrelevante; pois tanto Buda quanto Santo Inácio foram Cristos.

II. A moralidade é irrelevante; pois tanto Sócrates quanto Maomé foram Cristos.

III. A superconsciência é um fenômeno natural; portanto, suas condições devem ser procuradas mais nos atos do que nas palavras de quem a atingiu.

Os atos essenciais são o retiro e a concentração – conforme ensinados pelo Yoga e pela Magia Cerimonial.

Os Erros dos Místicos

I. Desde que a verdade é suprarracional, ela é incomunicável na linguagem da razão.

II. Portanto, todos os místicos escreveram coisas sem sentido, e o sentido em que escreveram até agora é falso.

III. No entanto, como um lago parado produz um reflexo mais fiel do sol do que uma torrente, aquele cuja mente é mais equilibrada irá, se ele se tornar um místico, se tornar o melhor místico.

O Método do Equilíbrio

I. As Paixões, etc.

I. Uma vez que a verdade definitiva da teleologia é desconhecida, todos os códigos de moralidade são arbitrários.

II. Portanto, o estudante não tem nenhuma preocupação com a ética como tal.

III. Consequentemente, ele está livre “para cumprir com seu dever nessa situação da vida para a qual agradou a Deus querer chamá-lo”.

II. A Razão

I. Desde que a verdade é suprarracional, qualquer afirmação racional é falsa.

II. Então que o estudante contradiga toda proposição que se apresente a ele.

III. Sendo assim expulsas da mente as ideias racionais, haverá espaço para a apreensão da verdade espiritual.

Deve-se notar que isso não destrói a validade dos raciocínios em seu próprio plano.

III. O Sensório Espiritual

I. O homem sendo um ser finito, é incapaz de apreender o infinito. Nem mesmo sua comunhão com o ser infinito (verdadeiro ou falso) altera este fato.

II. Então que o estudante contradiga toda visão e se recuse a apreciá-la; primeiro, porque certamente existe uma outra visão possível de natureza precisamente contraditória; segundo, porque embora ele seja Deus, ele também é um homem em um planeta insignificante.

Estando assim equilibrado lateralmente e verticalmente, pode ser que, seja por afirmação ou negação de todas estas coisas juntas, ele possa alcançar o transe supremo.

IV. O Resultado

I. O trance é definido como o êxtase de um trato específico do cérebro, causado pela meditação sobre a ideia correspondente a ele.

II. Portanto, que o estudante fique atento para que naquela ideia não haja qualquer traço de imperfeição. Ela deve ser pura, equilibrada, calma, completa, apta em todos os sentidos a dominar a mente, como será.

Assim como na escolha de um rei para ser coroado.

III. Assim os decretos deste rei serão justos e sábios como ele era justo e sábio antes que se tornasse rei.

A vida e a obra do místico refletirão (embora de maneira turva) a força orientadora suprema do místico, o mais alto transe que ele atingiu.

Yoga e Magia

I. O Yoga é a arte de unir a mente a uma única ideia.

Ele tem quatro Métodos.

 
Jñāna Yoga.
União pelo Conhecimento.
 
Rāja Yoga.
União pela Vontade.
 
Bhakti Yoga.
União pelo Amor.
 
Haṭha Yoga.
União pela Coragem.
adicione
Mantra Yoga.
União através da Fala.
 
Karma Yoga.
União através do Trabalho.

Estes são unidos pelo método supremo do Silêncio.

II. A Magia Cerimonial é a arte de unir a mente a uma única ideia.

Ela tem quatro Métodos.

 
A Cabala Santa.
União pelo Conhecimento.
 
A Magia Sagrada.
União pela Vontade.
 
Os Atos de Adoração.
União pelo Amor.
 
Os Ordálios.
União pela Coragem.
adicione
As Invocações.
União através da Fala.
 
Os Atos de Serviço.
União através do Trabalho.

Estes são unidos pelo método supremo do Silêncio.

III. Se esta ideia for qualquer ideia senão aquela Suprema e Perfeita ideia, e o estudante perder o controle, o resultado é a insanidade, a obsessão, o fanatismo, ou a paralisia e a morte (adicione o vício a fofocas e a ociosidade incurável), conforme a natureza da falha.

Então que o estudante compreenda todas estas coisas e combine-as em sua Arte, unindo-as pelo método supremo do Silêncio.

Aleister Crowley.


Traduzido por Frater Set Rah (AMWQ) em abril de 2018.