Vários Textos - Estrela Vigilante

Vários Textos - Estrela Vigilante

(Vários Autores e Correntes de Pensamento)
Um Brinde De

ESTRELA VIGILANTE

A Revista da Sociedade Novo Aeon Dirigida e Editada por Euclydes L. de Almeida  

Certos "divulgadores de Thêlema" não se limitam a dizer apenas o necessário ao entendimento da Doutrina, mas descambam para uma visão de Thêlema derivada de seus egos doentios.

O envolvimento ativos de profanos nas complexas controvérsias magickas deve-se, em grande parte, aos falsos thelemitas que, para "aparecerem", falam escrevem e tentam ensinar segredos que jamais entenderão devido ao baixo nível em que está o desenvolvimento espiritual deles. São esses "thelemitas" verdadeiros símios na escala evolutiva.

É fácil localizarmos falsos thelemitas, a maioria não vacilam em contemporizar com linhas de pensamento contrários a Thelema.

Goética é uma prática mágica medieval. O nome deriva-se, provavelmente, de outro nome bárbaro. Alguns afirmam derivar-se da palavra "gramática", mas nada existe de preciso sobre isto.

Rituais goéticos são extremamente complexos, muitas das parafernálias usada na goética são, em termos gerais, inutilidades. A Goétia Clássica dirige-se à Evocação dos 72 Demônios (Reis, Príncipes, Duques, marqueses, etc.). Eu, particularmente, jamais tive qualquer atração por esta prática.

Aeons podem ser, thelemicamente falando, considerados como períodos de tempo, durante aos quais o Universo é regido por um Poder (ou determinado "Deus"). Disso o Aeon de Isis, o Aeon de Osiris, o Aeon de Horus, etc. Aeon também pode ser uma Entidade(Divina) como no Sistema Gnóstico. Na Gnose, Aeon não são Eras, mas seres em si, dotados de personalidade e vida. Como exemplo temos Sophia e Idalbaoth.

Sistema Enoquiano, é um sistema de mágica bastante complexo, consistindo na evocação das Energias ou Entidades de Trinta Esferas "existentes" em torno da Terra. É um Sistema poderoso e "perigoso" (isto dependendo do ponto de vista de cada um) Foi descoberto ou iniciado por John Dee e Eduard Kelly. Aperfeiçoado pela Golden Dawn. Crowley foi seu maior divulgador través Liber 418.

Não é muito fácil desenvolver os assuntos sobre os quais o senhor me questiona, muito embora estejam relacionados entre sí.

De início, sabemos existir um enorme número de escolas e sistemas esotéricos; cada qual tendo sua teoria predileta. Infelizmente, o mesmo é encontrado dentro do Sistema Thelêmico o que, à primeira vista, parece tê-lo enfraquecido nos últimos anos, mas isto não é verdadeiro, pois o Sistema, em planos mais definidos mantêm-se íntegro. Seguindo os ensinos de Therion veremos que ele mesmo oferecia uma linha a seguir, dentro de um rigoroso procedimento que pode ser sintetizado nas seguintes palavras: "Solvitur ambulando".

Portanto, eu o aconselho não se prender às minhas teorias, idéias e conclusões. Procure por si mesmo as respostas. Este é o grande segredo de Nosso Sistema, em que ele não impõe conclusões, idéias, dogmas como fazem as seitas evangélicas, o próprio Protestantismo oficial e, claro, a Igreja Romana ou as Doutrinas Espiritistas.

Para que o senhor sinta a violência coercitiva destes tais evangélicos leia o artigo escrito pelo Sr. David Bay (Tradução de Jeremias RDP dos Santos) que pode ser encontrado em http://espada.com.br. Neste artigo o autor ofende nossa inteligência ao afirmar coisas que há muito tempo são de nosso conhecimento., pois referem-se ás próprias Leis de Deus e da Natureza que ele, um castrado físico e mental, procura macular porquanto sua mente está apodrecida por este excremento do pensamento humano chamado Protestantismo. Não ameniza suas pútridas idéias o fato de que ele também atacar a Igreja de Roma que, afinal de contas, é a mãe de todas estas idéias "demoníacas", tornando a vida do homem na Terra uma verdadeira escravidão.

Por outro lado você também não deve seguir àqueles que, enquanto esoteristas, procuram de toda forma diminuir a influência de Crowley no campo do Oculto.

Mais uma vez: o máximo que posso fazer em relação as suas questões é indicar-lhe certos princípios. Mas é você quem deve desenvolvê-los até que, através um grande experiência pessoal e certos trances, a Luz brilhe em seu interior.

Parafraseando Freud, "as verdades contidas nas doutrinas esotéricas são, afinal de contas, tão deformadas e sistematicamente disfarçadas, que a massa da humanidade não pode identifica-las como verdades". E esses disfarces e estas deformações são tão mais acentuadas quando estas verdades são interpretadas e descritas por sistemas esotéricos ainda ligados ao Aeon de Osíris, ou eivados de uma malícia em prol do benefício dos dirigentes desses sistemas. Temos exemplos destas distorções no Movimento liderado por um tal Samael A.Weor, no Sistema da Chama Violeta, "Eu Sou", que não passam de um amontoado de asneiras criadas por mentes alienadas, sustentadas e financiadas por grupos "católicos romanos" interessados no desvio das verdades. Podemos também aqui incluir uma tal "Universidade Espíritual", que agora anda aparecendo em nosso meio, vinda não sei de onde. Portanto, não posso levar a sério um trabalho a mim enviado sob o título "Doze Trabalhos de Hércules" que é um desvio total da lenda do Grande Herói Grego.

Só podemos ter uma idéia do Movimento Thelêmico através da OTO, pois a A.´.A.´. é uma Ordem que trabalha em linhas puramente espirituais e, de certa forma, mantêm-se bem mas secreta que a OTO.

Os Nomes

Afirmamos que os nomes dos deuses, anjos e demônios constituem verdadeiras fórmulas para invocação deles próprios. Além disso, podemos também ter uma imagem desses seres através os seus nomes, ou melhor, através o conjunto de letras que formam seus nomes. As imagens assim formadas denominam-se Imagens Telesmáticas.

Na verdade, sempre que invocamos um ser do mundo invisível, devemos ter uma imagem desse ser para que a invocação seja melhor realizada. Portanto, ao "vibrarmos" esses nomes é comum visualizarmos um figura antropomórfica dessas energias, as quais chamamos deuses, anjos e demônios.

A esta visualização chamamos visualização mágica, e ela funciona em dois sentidos. Funciona positivamente, pela habilidade do magista em formular imagens e mantê-las firmes em sua mente por tempo relativamente longo; e também funciona negativamente, pela habilidade em deixar que as imagens tenham vida e movimentos próprios, e de observa-las enquanto isso acontece, ou de conversar com elas, mantendo um equilíbrio entre deixa-las estáticas ou rígidas demais, e serem levadas para a difusão ou o caos.

Damos a seguir um exemplo da formação dessas imagens telesmáticas, para que o assunto fique bem compreendido pelo leitor.

Formemos a imagem do "Anjo" Raphael; em hebraico RphEL.(lhpr)

A primeira letra refere-se à cabeça (face, etc)

R (r) - a letra do sol - orgulhosa e dominante. Masculina, seguida do
A (a) - (Ar). Um rosto espiritual, e deve usar um capacete ou elmo alado.
Ph (p) - Corresponde ao corpo - Forte, resoluto, usando uma armadura brilhante.
E(h) - (Ar) Asas douradas e de grande tamanho, parcialmente cobrindo a parte inferior da figura.
L (l)(Libra) - Pés e pernas bem proporcionadas.

A terminação em EL (ou AL), que aparece na maioria dos Nomes de "Anjos", denota que estes "Anjos" empunham a Espada e a Balança da Justiça.

Vejamos, agora, o Nome ADONAI (ADNI)

A - Alada, branco, brilhante, coroada
D - Cabeça e pescoço de mulher, linda mas firme, longos cabelos.
N - Braços fortes, estendidos como uma cruz.
Na mão direita leva ramos de trigo, e na esquerda um taça dourada. Grandes asas.
I - Robe amarelo esverdeado. Um forte torax no qual aparece um Lamen quadrado com uma Cruz Grega escarlate - Nos ângulos quatro pequenas cruzes vermelhas

A história da evolução do mito de Satã, não estaria completa se omitíssemos referencias a Enoque, ou Hanock ou Enoichion (Grego). É através de seu livro que os antigos escritores cristãos tiveram noção da "história" dos Anjos Caídos.

O Livro de Enoque está classificado como sendo apócrifo. Mas o que é apócrifo?

A etimologia da palavra nos mostra que ela quer dizer secreto, isto é, que o livro pertence à classe daqueles sob a guarda dos hierofantes e iniciados, e nunca manuseados pro profanos. Apocripha vem do verbo grego crypto, "ocultar". Por séculos o Livro de Enoque foi preservado na "Cidade das Letras" e trabalhos secretos - o antigo Kirjath-Sepher, mais tarde Debir (Joshuah XV; 15).

Interessados no assunto - especialmente mações - tentaram identificar Enoque com Thoth de Menphis, o Hermes grego, e mesmo com o latino Mercúrio. Profissionalmente - se é que podemos usar este termo, agora tão limitado em seu sentido - como indivíduos, pois são distintos uns dos outros, eles pertenciam à mesma categoria de escritores secretos, de Iniciadores e Escribas da Oculta e Antiga Sabedoria.

Estes, que no Quran (vide Surat XIX) são geralmente chamados Edris, ou "Ilustrados" (O Iniciado), deu no Egípto nascimento ao nome de Thoth, o inventor das artes, ciências, escritos ou letras, música e astronomia. Entre os judeus os Edris tornaram-se Enoch que, de acordo com o Bar-Hebraeus, "foi o primeiro inventor da escrita, livros, artes e ciência, o primeiro que reduziu a um sistema o progresso dos planetas. Em grego ele era chamado Orpheus.

Gostaria de saber a que o amigo se refere com "processos que a Divina Mãe Natureza leva séculos para "enterrar". Será que o senhor refere-se aos Qliphod (conchas)? Se assim for, o senhor esta raciocinando como se a Árvore da Vida tivesse apenas duas dimensões, como normalmente é mostrada em esquema. Acontece, entretanto, que o esquema bidimensional da "Árvore da Vida" já foi, há muito tempo, substituído por aquele tridimensional, o que também não corresponde à verdade, pois o Universo possui "n" dimensões. O senhor precisa saber que, ao pisar na senda da iniciação, o senhor estará em contato com tudo aquilo que nós somos, e que os Qliphod também são parte de nós, assim como são os túneis de Set - o senhor jamais poderá sair ao sol sem criar uma sombra. Em um antigo artigo que escrevi, eu desenvolvo esta tese com mais detalhes: "Eu vos revelo um grande mistério. Vós estais de pé entre o abismo da altura e o abismo da profundidade". "Em cada um vos espera um Companheiro; e aquele Companheiro é Vós mesmo.

Vós não podeis ter outro Companheiro.

Muitos têm´se erguido, sendo sábios. Eles têm dito: Procura a Brilhante Imagem no lugar sempre Dourado, e une-te àquilo.
Muitos têm-se erguido, sendo loucos. Eles têm dito: "Desce ao mundo de Escuridão esplêndida e une-te àquela Cega Criatura da Lama Viscosa".
Eu, que estou além da Sabedoria e da Loucura ergo-me e vos digo: Realizai ambas estas bodas! Uni-vos a ambos Companheiros.

Cuidado! Cuidado! Digo eu, não procureis um deles para perder o outro.
Meus Adeptos estão retamente erguidos; suas cabeças acima dos céus, seus pés abaixo dos infernos.

Mas desde que um é naturalmente atraído ao Anjo, outro ao Demônio, que o primeiro fortifique o elo mais baixo, o outro se ligue mais firmemente ao mais elevado.
Assim o equilíbrio se tornará perfeito..."

("Liber Tzaddi"

Eu não estou querendo provar algo contra Thêlema - aliás não tenho que provar nada a ninguém a meu respeito ou de minhas idéias. Desejo apenas mostrar que Thêlema está se deteriorando por causa da maneira (ou maneiras) de como está sendo divulgada.
Neste contexto, quando a política da mentira torna-se normal, paranóia e alienação são a "ordem" do dia.

Está claro que a OTO (Caliphado, Tiphoniana, Draconiana , etc) como fonte principal de engano nestes últimos anos, estão mais perdidas do que qualquer um, pois seu mapa-realidade tornou-se um clássico sistema de desinformação.

A OTO começou a buscar os vilões a serem culpados por esta desinformação, e nós outros (que nada temos a ver com "ORGANIZAÇÕES" thelêmicas) fomos aclamados como os únicos vilões desta balbúrdia instalada nas, assim chamadas, OTOs "oficiais")

"Tudo aquilo em que você acredita o aprisiona".

"Como dito por Brad Steiger, os asilos de loucos estão cheios de pessoas que ingenuamente se propuseram a estudar o Oculto, antes mesmo de ter competência real para lidar com o ordinário dia a dia"

"A maioria dos adeptos de Crowley que conheci, parece ter decidido tornar-se um pomposo asno de si mesmo" (T.Leary)

Uma das principais características de uma genuína ordem iniciática é jamais cobrar pelas iniciações ou para manutenção de sede, porque a real ordem iniciática não possui sede, lojas ou capítulos que possam ser localizados em qualquer local do mundo.

Outra característica é que ela não faz auto-propaganda, seja em rádio, T.V. ou por outros meios de comunicação.

A diretriz de uma organização iniciática é criar reais iniciados e não se apresentar como um clube, cujo quadro de associados aumenta constantemente, e este aumento sendo considerado algo importante.

Nós não encontramos as ordens iniciaticas. Elas é que nos encontram.

A real iniciação é um contínuo trabalho no Templo Interno. Religiosamente falando o Sagrado Anjo Guardião é o Cristo Interno. Psicologicamente ele é o Verdadeiro Eu. Magicamente falando é a descoberta do seu Verdadeiro Nome. Misticamente falando você o encontra tornando-se Nada.

Além de Crowley está Therion, o Senhor do Aeon. O homem Crowley foi apenas um mediador no processo de surgimento do Sistema Thelêmico no mundo. Houveram outras tentativas, mas estas abortaram por causa de inúmeros fatores.

Se existe alguma verdadeira OTO funcionando no momento, em qualquer parte do mundo, eu desconheço.

Segundo alguns autores o Segredo da OTO é a confecção do Elixir. Segundo alguns autores este Elixir serviria para prolongar a vida do homem(?).(Agora eu pergunto: prolongar para que?)

A Ordem de Thelema é uma ordem praticamente desconhecida, cujo ingresso é limitado àqueles que tenham atingido o Grau de Zelator na A.´.A.´.. Existe uma ligeira descrição da Ordem em "Chamando Os Filhos do Sol" (pag. 110). Atualmente, pelo que sei, a Ordem encontra-se em estado de não atividade.

A Sociedade Novo Aeon foi criação de Marcelo Ramos Motta, mas tomou forma de organização sob a tutela de Euclydes L. de Almeida. A Sociedade foi idealizada para ser a Cabeça de várias ordens Maçônicas e Thelêmicas, a serem criadas no Brasil.

O principal fator causador da corrupção na OTO, é que ela, acima de tudo, é uma ordem fundada por osirianos. O plano de Marcelo Motta era exatamente mudar esta característica.

Cara Senhora:

Esta escrito no início de sua mensagem: "Mas eu concordo com você".

Errado. Não! Nós não concordamos em nada. Fosse assim a senhora seguiria cuidadosamente as práticas devidas ao grau do Probacionista, e somente elas.

Não me fale mais no Talmude. Thelemitas não seguem o Talmude. Thelemitas seguem Liber AL vel Legis. Talmude pertence a uma religião organizada, um religião do Antigo Aeon. Ou será que a senhora pensa que somente o Catolicismo Romano pertence ao Antigo Aeon? Zos Kia, IOT, CAOS, etc. é lixo, não valem 1/10 de qualquer linha escrita por Crowley. A senhora não necessita de um instrutor de Yoga, basta seguir as instruções de Crowley em Livro Quatro.

Quem mandou, ou sugeriu, a senhora invocar Yeheshuah?

Saiba que em 15 anos de minha práticas jamais executei Liber V vel Reguli. Até hoje pratico, diariamente, Liber Resh e Ritual Menor do Pentagrama, e ainda não consegui perfeição nestas práticas. Em Yoga ainda mantenho Swastikasana, na qual luto para ultrapassar o tempo de 1h e 45 min. Quem mandou a senhora praticar os exercícios do Pilar do Meio. Onde existe isto em Thêlema? Quem é Donald Craig?

Exorto a senhora a cumprir seu Juramento e seguir as práticas pertencentes à sua posição atual. Um paradoxo é uma verdade de pé sobre sua própria cabeça para chamar a atenção.(Nichollas Falleta)

Reza a lenda que certo dia no laboratório de Los Àlamos, um grupo de jovens cientistas discutia animadamente a possibilidade de vida extraterrestre. Concluíram que os extraterrestres deveria existir, afinal, o Universo é infinito e nós não devemos ser os únicos seres inteligentes em todo esse espaço. Seria então que o físico Enrico Fermi, que estava ouvindo a conversa, teria se levantado em resposta e professado a célebre frase "Então onde eles estão?". Como Fermi era brilhante e muito famoso, sendo o inventor entre outras coisas do primeiro reator nuclear, desta simples frase nascia o "Paradoxo de Fermi", um dos principais argumentos usados para afirmar que nós estamos sozinhos. Segundo ele, se os ETs existem, eles já deveriam ter pousado na frente da Casa Branca.

Há sérios problemas com essa lenda. O principal é que ela indica algo que simplesmente não é verdade: ao contrário do que muitos pensam, Enrico Fermi de fato acreditava na existência de vida extraterrestre. Outro problema não só com essa lenda, mas com o conhecimento popular, é o de que o paradoxo de Fermi serve para provar que os ETs inteligentes não existem. Se este fosse o caso, o paradoxo não existiria: ele é justamente um paradoxo porque qualquer resposta que se dê a ele é paradoxal. Seja ela a existência ou mesmo a inexistência de vida extraterrestre inteligente.

(Kentaro Mori)

Recado

"Informações reservadas aconselham cautela até o ano 2002. Pelo menos. Nascido em língua alemã, no Sec. XVII, Gottfried Leibnitz demonstrou que tudo aquilo que existe, existe como consequência de alguma coisa, não por leviandade. Bem antes disso, lá pelo Sec. V a.C., nascido em Estagira, Aristóteles não demonstrou, mas sustentou que tudo que existe, existe dotado de alguma finalidade. Assim, por artes de Aristóteles e Leibnitz, estabeleceu-se que os acidentes de cada uma de nossas vidas não são acidente coisa nenhuma: acontecem por alguma razão e visando objetivo preciso. De onde se segue que se inventou o conceito de paranóia para iludir pios, convencendo-os de que os males que porventura os assaltem devem ser creditados à má fortuna. Deslavada mentira. Tudo, rigorosamente tudo que interfere em nossas existências deve-se à iniciativa de alguém tendo em vista resultados muito claros. Na maioria das vezes, tais resultados são escusos. Fique tranquilo, faz todo sentido viver assustado." (Armindo A.de Abreu)

"Só porque você é paranóico não quer dizer que eles não estejam de fato lá fora, querendo pegar você". (Ditado Americano).

Gostou deste artigo?
Contribua com a nossa biblioteca
Doe via