Banner

Editorial,
The Equinox Vol. I N° 1,
Março de 1909 e.v.

Com a publicação deste Periódico começa uma aventura completamente nova na história da humanidade. Qualquer conhecimento que anteriormente tenha sido creditado aos homens sempre foi cercado por condições e restrições. Chegou a hora de falar claramente, e tanto quanto possível, na linguagem da multidão.

Desta forma, os Irmãos da A∴A∴ se anunciam sem milagres ou mistérios. Para qualquer charlatão é fácil realizar prodígios, confundir e até mesmo enganar não somente os tolos, mas todas as pessoas, não importa o quão perspicazes, inexperientes em observação; nem os observadores experientes sempre conseguem detectar imediatamente uma fraude. Novamente, o que a A∴A∴ propõe fazer é permitir que os homens capazes de avançar à uma interpretação superior da humanidade o façam; e a prova de sua capacidade está em seu sucesso, e não em qualquer outro fenômeno irrelevante. O argumento que surge de milagres é um non sequitur[1].

Nem há nada de misterioso na A∴A∴; não se deve confundir o que é misterioso com o que é desconhecido. Inicialmente, alguns dos conteúdos deste Periódico podem ser difíceis ou impossíveis de entender, mas somente no sentido de que Homero é ininteligível para uma pessoa que não sabe grego.

Mas os Irmãos da A∴A∴ não fazem mistério; Eles não lhe fornecem somente o Texto, mas também o Comentário; não somente o Comentário, mas também o Dicionário, a Gramática e o Alfabeto. É necessário estar completamente familiarizado com o idioma antes que você possa apreciar as obras-primas do mesmo; e se enquanto for totalmente ignorante do idioma você desprezar a obra-prima, você desculpará os espectadores mais frívolos se a diversão deles corresponde à sua indignação.

Os Irmãos da A∴A∴ se opõem contra todo charlatanismo, seja o da venda de milagres ou o do obscurantismo; e todas as pessoas que têm buscado a fama ou a riqueza através desses meios podem esperar cruel exposição, seja de sua vaidade ou de sua desonestidade; pois eles não podem ser ensinados por nenhum meio mais gentil.

Pelas mãos de seus representantes escolhidos, os Irmãos da A∴A∴ recomendarão experimentos simples e os descreverão na linguagem mais simples disponível. Se você falhar em obter bons resultados, culpe a si mesmo ou ao método Deles, como você desejar; caso tenha sucesso, agradeça a si ou a Eles, como você desejar.

Neste primeiro número foram publicados três pequenos livros; o primeiro é uma descrição de Suas características e propósito, restaurado a partir dos escritos de von Eckartshausen; o segundo é um ensaio ético restaurado dos Manuscritos Cifrados da G∴D∴ (manuscrito sobre o qual uma descrição completa será fornecida mais tarde); estes dois livros são principalmente para o proveito daqueles que compreenderão erroneamente, ou não compreenderão de modo algum o mote “O método da ciência — o objetivo da religião”, no qual (se corretamente interpretado) tudo é expressado; o terceiro é uma série de experimentos científicos projetados para instruir iniciantes sobre a base do Iluminismo Científico, e para evitar que caiam no auto-engano que o orgulho sempre prepara para os incautos.

De tempos em tempos mais conhecimentos serão publicados, tão rápido quanto a diligência das pessoas empregadas para escrevê-los permitir.

A intenção dos Irmãos da A∴A∴ é estabelecer um laboratório no qual os estudantes possam realizar experimentos do tipo que exigem muito tempo e trabalho para se adequar às suas vidas cotidianas; e os outros planos Deles serão explicados completamente conforme a ocasião permitir.

Qualquer pessoa que desejar entrar em contato com a A∴A∴ poderá fazê-lo endereçando uma carta ao Chanceler da Ordem, nos escritórios deste documento.


[1] «Latim para “não se segue”, uma falácia lógica na qual a conclusão não decorre das premissas.»


Traduzido em janeiro de 2019 por Alan M. W. Quinot.