Banner

Pergaminho Voador Nº XXVIII
Sobre o Valor dos Implementos Mágicos e das Insígnias nos Métodos de Divinação

Pelos G.H. Fratres D.D.C.F. (S.L. MacGregor Mathers)
& N.O.M. (Dr. W. W. Westcott)

No que diz respeito ao Adeptus Minor, a prática bem sucedida da Divinação, seja a Astrologia, ou a Geomancia, ou o Tarô, depende do treino da intuição. As regras da Astrologia, os pontos da Geomancia e a lei da abertura da Chave são os guias que conduzem a intuição e limitam a sua função de definir objetivos e fins.

Todos os processos de Divinação exigem uma concentração da mente e das forças vital e astral do operador sobre o assunto; sendo assim, é de vital importância para o sucesso que a mente não se desvie, que o corpo esteja em repouso e paz. Nenhuma força oposta intervindo. Que a atitude pessoal e social sejam deixadas de lado. Essas coisas assim estando, é de grande valor prover o físico com símbolos de proteção e poder, e a forma astral com a contraparte astral de suas insígnias e implementos.

Pois por tais meios os Elementais menores são forçados a abandonar os seus ataques e eles estando ausentes, é apresentada a oportunidade para o acesso dos Poderes Superiores. Pois é o Self Superior que recebe estímulo dos Poderes Superiores naqueles momentos em que o Self Inferior é posto de lado, e quando a interferência das forças Elementais e Qlipothicas são precavidas.

Não tente a Divinação quando irritado, quando ansioso e preocupado, quando doente, quando com medo, pois em todas estas circunstâncias, a tendência à obsessão é grande.

Como um Adeptus Minor, Divine quando calmo, tranquilo, saudável e corajoso. Para complementar o seu poder, use os meios fornecidos pelo seu Adeptado: o robe branco, o emblema da Pureza. A faixa amarela do grau de 5=6. A Rosa-Cruz, esse símbolo abrangente, muito capaz de fornecer proteção mística e que por si só afirma o apoio do conhecimento e das virtudes das chaves da Sabedoria que você já alcançou. Segure, ou tenha por perto, a espada mágica de Marte e Geburah, para impedir os ataques de forças opostas que agem com intenção hostil, e de forças errantes que cruzam o seu caminho. Ela também aumentará o poder de suas determinações. A Baqueta da Lótus deveria estar em uso frequente, porque dá precisão ao seu trabalho e fornece um meio fácil de apelo a qualquer força em especial, zodiacal ou planetária, por hora ou posição atual; ou elementar por triplicidade.

Os quatro Implementos Elementais deveriam todos ser colocados sobre a mesa diante de você para uso imediato conforme necessário: todos os quatro devem estar presentes para preservar um certo Equilíbrio e Harmonia na esfera da sua aura, e ainda é desejável pegar e segurar com ideia concentrada qualquer um deles ao tentar formar uma estimativa da intensidade da força correspondente em qualquer detalhe do seu trabalho: ou você pode segurar um deles para assegurar o poder físico ou astral e a intensidade daquela característica ou ainda para preservar o seu próprio equilíbrio natural. Por exemplo, no ato de julgar uma Figura astrológica. Suponha que você encontre o ascendente em Áries e Marte se encontra em Virgem. Para determinar com mais precisão os seus efeitos no caso, segure a Baqueta da Lótus na mão direita e use a esquerda para os Implementos Elementais. Segure pela faixa escarlate de Áries, considere, pegue a Baqueta do Fogo, considere, então mude o ponto em que segura para Virgem e deixe a Baqueta do Fogo, e pegue o Pentáculo para esse signo de terra.

Novamente, suponha que o fim do assunto esteja em Câncer e o Sol em Capricórnio. Pegue a Baqueta da Lótus primeiro pela faixa de um signo e então pela do outro, pegando com a mão esquerda a Taça e o Pentáculo, sucessivamente. Ou se Saturno estiver em Libra em Quadratura com a Lua, segure a Baqueta pela faixa esmeralda e pegue a Adaga do Ar com a mão esquerda, se você quiser considerar qual prejuízo o quadrado de Saturno causa à Lua. O mesmo método se aplicará a uma consideração Geomântica, e a Baquea da Lótus aqui é especialmente adequada, pois o Trabalho Geomântico é significativamente mais Zodiacal do que Planetário.

Se uma Divinação precisa ser feita quando você estiver em apuros, use a Espada para dar força no trabalho e coragem: segurando-a na mão direita e a Baqueta ou Implemento na mão esquerda. Em um julgamento do Tarô o mesmo modo de trabalhar conduz à precisão do resultado. Na Geomancia você também pode segurar a Espada na mão esquerda, ao marcar os pontos com a mão direita. A presença em si de seu Mote Místico, pintado sobre a sua Arma Mágica, tem seu uso especial de “identificar o Poder da arma com a sua própria força”.

Você não deve imprimir seu próprio Mote em um Telesma ou Tabela brilhante dado por você para outro membro. Mas você pode adicioná-lo a um design previsto por você para sua própria vestimenta ou utilização. Esta precaução não se aplica a um Telesma desenhado e energizado por você para a apresentação aos Chefes para fins de exame ou para testes de sua habilidade: nesse caso, você pode escrever o seu mote de preferência no lado inverso do Talismã ou Desenho.


Traduzido por Frater S.R.